Flifs

FLIFS – FEIRA DO LIVRO/FESTIVAL LITERÁRIO E CULTURAL DE FEIRA DE SANTANA

 

A FLIFS – Feira do Livro/Festival Literário e Cultural de Feira de Santana nasceu do desejo de alguns educadores em reunir pessoas e instituições (públicas, privadas, religiosas e filantrópicas), em torno de um projeto de formação leitora, visando atender a uma demanda da comunidade feirense e de regiões circunvizinhas. E, por meio desse esforço conjunto, em 2008, aconteceu a primeira Feira do Livro, em praça pública, como desejaram os seus organizadores, com o intuito de contemplar todos os públicos, democratizando o acesso ao livro que é o protagonista do Projeto, numa ampla e rica diversidade de manifestações literárias e culturais.

O Projeto Feira do Livro tem como principais objetivos promover discussões e ações voltadas para políticas públicas de fomento à leitura, garantindo, dessa forma, o encontro da sociedade com o universo literário; propor entretenimento, lazer e (in)formação, em torno da construção de leituras do mundo, a partir da democratização de acesso às diversas linguagens artísticas; e incentivar o prazer pela leitura, despertando a curiosidade leitora de cada ser. A cada edição esses objetivos concretizam-se, devido à união de entidades e colaboradores que acreditam na importância da leitura como elemento facilitador da compreensão do mundo e da participação autônoma de cada indivíduo na construção coletiva da cidadania.

O espaço montado, em praça pública, para realização do evento reúne crianças, jovens, adultos, idosos e os mais diversos grupos socioculturais, promovendo,em torno dessa celebração, o encontro da sociedade com o universo literário, mediado por múltiplas atividades, como a contação de histórias, em suas diversas formas, que faz desabrochar, nas crianças, adolescentes e jovens, a curiosidade pela leitura; as mesas de discussão, abordando importantes temas relacionados à leitura, à literatura, à cultura e à formação cidadã; a aproximação de autores com o leitor, fomentando o conhecimento acerca do trabalho criativo da escrita. Além disso, configura-se como porta de entrada para o mundo dos livros.

Esse encontro estabelece conexão afetuosa e comunicação integrativa entre alunos, professores, comunidade e livros, pelo intermédio da leitura; além de permitir, também, a percepção e a construção de valores, representação e identidade cultural, a partir do cinema, música, teatro, circo, literatura de cordel, dentre outros. Assim, a Feira do Livro/Festival configura-se como uma ação concreta de formação leitora que objetiva mobilizar a sociedade de Feira de Santana e região circunvizinha para incentivo, promoção e ampliação das possibilidades de acesso à leitura.

Como forma de expressar a admiração e o respeito às personalidades do mundo literário e cultural, a FLIFS nomeia os espaços do evento em homenagem àqueles que contribuíram e contribuem para o desenvolvimento das artes, em todas as suas variadas expressões.

No decorrer dos seus doze anos de existência, a Feira/Festival tem sido marcada por visíveis avanços, como o crescimento do público visitante, das instituições escolares interessadas em culminar seus projetos de leitura no palco do evento, de expositores desejosos em compor os stands disponibilizados para venda e exposição de livros ou artigos afins; e dos artistas, das mais diversas linguagens, ansiosos por integrarem a programação cultural. O crescimento é percebido, especialmente, por importantes conquistas que consolidam a formação do leitor, como a ação do VALE-LIVRO, política de formação de leitores que passou a agregar o Projeto em sua quarta edição (2011), que, por meio de aporte financeiro do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, estudantes da educação básica de suas respectivas redes são contemplados para aquisição do livro nas editoras, livrarias e distribuidoras participantes do evento.

Ampliando suas ações, na décima edição (2017), implementou-se a Campanha de Doação de Livros. Ação que propõe a estudantes, especialmente, das escolas privadas oferecerem, de forma solidária, livros de literatura a alunos da rede pública de ensino que visitam o evento, e que não são contemplados com o Vale-Livro. A respectiva ação assegura o acesso aos livros como forma de inclusão social, ao tempo que reafirma a leitura como ferramenta poderosa, na formação do indivíduo.

A Feira do Livro tem outra importante conquista: ainda em 2017, torna-se Patrimônio Cultural Imaterial do Estado da Bahia, instituída pela Lei 13.934/2018, o que evidencia a notoriedade do evento para todo o Estado.

Em 2018, a Feira do Livro iniciou uma nova década acompanhada por duas importantes mudanças. Em meio aos sentimentos de dúvidas e desejo de melhoria, a Comissão Organizadora, após cuidadosa avaliação, optou por mudar o local de realização. Assim, deixa a Praça do Fórum, que abrigou oito edições, e retornou para a região da “Matriz”, onde aconteceram a 1ª e a 2ª edições, passando para a Praça Padre Ovídio, espaço mais favorável tanto para a montagem da estrutura como para o acolhimento dos visitantes. Dessa forma, o espaço dedicado à exposição e à venda de livros e a abrigar a diversificada programação ganhou amplitude e inaugurou um ciclo de transformação e crescimento.

A outra significativa mudança trata da adoção da sigla para representar a Feira/Festival. Assim, nasce a FLIFS, com nova identidade visual, principiando uma nova fase; contudo, sem esquecer sua história, sua essência.

A FLIFS é um convite às pessoas a lerem mais e reconhecerem a potencialidade da leitura em transformar vidas, a fim de incentivar crianças, jovens, adultos e idosos a se aproximarem das palavras escritas e, assim, adquirirem o gosto pela leitura.

Desse modo, o Projeto da FLIFS não se limita à exposição e à comercialização de livros, mas possibilita aos visitantes, especialmente aos estudantes das escolas públicas, pleno contato com a literatura, levando-os a descobrir seus vários encantos: as artes visuais, a música, a dança, o teatro e o cordel.

Atualmente, organizada pela Universidade Estadual de Feira de Santana, em parceria com a Arquidiocese de Feira de Santana, Secretaria Estadual de Educação, NTE – 19, Secretaria Municipal de Educação e o Serviço Social do Comércio – SESC, a FLIFS promove discussões e ações voltadas para políticas públicas, garantindo, dessa forma, o acesso de pessoas excluídas do universo literário, e oferece à população uma diversidade de atividades culturais que têm o livro como protagonista. A FLIFS é a celebração do livro e da leitura na Princesa do Sertão!

 

FLIFS VIRTUAL – EDIÇÃO ESPECIAL

Tradicionalmente realizada em praça pública, a FLIFS – Feira do Livro/Festival Literário e Cultural de Feira de Santana teve a primeira e segunda edições na Praça Padre Ovídio, ocorridas em 2008 e 2009, sendo transferida, em 2010, para a Praça João Barbosa de Carvalho, onde permaneceu até 2017. Com a reforma e modernização da Praça Padre Ovídio, a FLIFS retorna ao seu espaço original em 2017. No ano seguinte, 2018, foi realizada a 12a  edição, recebendo um público estimado em mais de 50 mil pessoas, que reuniu crianças, jovens e adultos (com especial participação de grupos escolares) em torno da celebração do livro e da construção de leituras do mundo puderam experimentar, a partir de diversas linguagens artísticas, o contato com esse universo, que na maioria do público infanto-juvenil, deu-se como primeira vez.

Em virtude do atual contexto da ameaça de contágio pelo Novo Coronavírus e da adoção de uma série de medidas visando enfrentar a pandemia da COVID-19, seguindo as recomendações das autoridades médicas e da vigilância sanitária, quando destacam a necessidade de distanciamento social e, consequentemente, as proibições de aglomerações, os realizadores do evento, optaram não pela suspensão, mas pela realização da FLIFS Virtual: Edição Especial, modalidade executável a partir do uso de tecnologias digitais, cujo slogan #FlifsEmCasacomVocê traduz esse novo formato para o ano de 2020.

A programação, a partir do referencial das atividades realizadas na modalidade presencial, dar-se-á em sua totalidade na modalidade virtual: contação de histórias, apresentações teatrais e musicais, oficinas, conversas com o autor, lançamentos de livros, a presença da cultura popular sertaneja, através dos cordelistas, dentre outras, todas ocorrerão a partir do suporte técnico-digital, com lives utilizando os perfis oficiais da FLIFS, através de conexão das redes socais (Instagram, Facebook, Flickr e YouTube) e de plataformas específicas para a realização de oficinas e do seminário, o qual se constitui em uma novidade dentro da programação do evento que acontecerá junto ao Lançamento da FLIFS e ocorrerá, semanalmente, até as vésperas das atividades culturais realizadas durante a #FlifsEmCasacomVocê.

Patrimônio Cultural Imaterial do Estado da Bahia, a FLIFS em sua Edição Especial apresenta um novo matiz na conjuntura de distanciamento social, uma vez que ao cumprir seu objetivo de mobilizar a população da Região Metropolitana de Feira de Santana em torno do livro, aproxima leitores, escritores e mediadores de leitura, numa conexão integrativa com novas formas de ler e estar com o outro, num território virtual que a partir da necessidade do uso de tecnologias digitais de informação e comunicação, promove, também, através desta modalidade, a democratização de acesso ao livro, reafirmando a leitura como ferramenta poderosa na formação de cidadãos conscientes, bem como instrumento de aproximação com outros indivíduos e realidades (inclusive imaginárias) e de enfrentamento à pandemia.